Tabaco e diabetes

Tabaco e diabetes

Será que fumar afeta a diabetes?
Fumar e ser diabético é uma má combinação. Pode agravar outras complicações médicas, como uma doença cardíaca.

 

FUMAR PODE AFETAR A DIABETES:

1- Aumentando o nível de glicose no sangue

  • O que significa que será mais difícil manter este valor sanguíneo controlado.

2- Danificando os vasos sanguíneos

  • O que significa que aumentam as probabilidades de vir a sofrer um enfarte agudo do

miocárdio, acidente vascular cerebral (AVC) ou infeções na.s pernas ou nos pés

3- Aumentando a tensão arterial

  • O que também aumenta as probabilidades de vir a sofrer um enfarte agudo do

miocárdio ou um acident e vascular cerebral (AVC).

 

Se é diabético e fuma, triplica a probabilidade de vir a morrer de uma doença cardíaca. É essencial realizar um plano com o seu médico, para deixar de fumar.

 

Comprometa-se a deixar de fumar

Ainda que exija um grande esforço, é possível deixar de fumar. Antes de começar, converse com o seu médico sobre o método que melhor se adequa a si. Algumas formas de deixar de fumar incluem:

  • Repentinamente, o que significa deixar de imediato.
  • Lentamente, reduzindo a quantidade diária de cigarros, até deixar de fumar por completo.
  • Estabelecer um prazo limite para deixar d e fumar.
  • Participar em atividades no interior ou ao ar livre é saudável e ajuda a deixar de

pensar em fumar.

 

Porque será tão difícil deixar de fumar?

Deixar de fumar pode ser muito difícil, por diversos motivos. Apresentamos dois desses motivos:

  • A nicotina é uma das substâncias mais viciantes que se conhece. Pode ter um efeito tranquilizante ou satisfatório e quanto mais se fuma, mais o corpo necessita da nicotina para se sentir normal.
  • Fumar pode estar associado a variados momentos diários, como tomar café, beber álcool, conduzir ou socializar com amigos que fumam. Aliás, fumar pode ser uma forma de resposta ao aborrecimento, tédio, depressão e ansiedade.

Leave a Reply

Your email address will not be published.